Logotipo Sincovaga

SINCOVAGA participa de reunião da Câmara Brasileira de Gêneros Alimentícios (CBCGAL) em Brasília

O SINCOVAGA participou no último dia 04 de agosto da reunião da Câmara Brasileira de Gêneros Alimentícios (CBCGAL), pela primeira vez realizada na sede da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), em Brasília. A Câmara, cuja atuação tem abrangência nacional, acaba de completar um ano de existência e foi criada para representar o segmento na CNC, buscando uni-lo e fortalecê-lo ainda mais, discutindo os temas de interesse e defendendo a categoria econômica nas esferas política e econômica, independentemente do porte das empresas.

O evento foi prestigiado pelo deputado Alceu Moreira (PMDB-RS), que ofereceu apoio ao segmento no que diz respeito a questões de ordem legislativa. “O supermercado está dentro das mais diversas cadeias produtivas. Vai desde a produção até a boca do consumidor, e, portanto, precisa ter outro olhar de tratamento, porque influi decisivamente na vida das pessoas em todos os sentidos”, disse Moreira.

Conduzida pelo presidente do Sindigêneros-RS e coordenador da Câmara, João Francisco Micelli Vieira, pelo presidente do Sincovaga e subcoordenador da CBCGAL, Alvaro Furtado, e acompanhada pelo secretário-geral da CNC, Marcos Arzua, a reunião tratou de temas sensíveis do ponto de vista dos empresários do setor varejista do segmento alimentício.

Entre os assuntos abordados e acompanhados pela CBCGAL está a NR 12, norma que trata da segurança no trabalho em máquinas e equipamentos e cuja nova redação aumentou de 40 para mais de 300 o número de exigências de dispositivos de segurança em maquinários e equipamentos, inclusive os utilizados no segmento de gêneros alimentícios.

Outra questão tratada na reunião é o PL nº 7.293/2014, que institui regras para o funcionamento dos guichês de caixas direcionados ao atendimento do público no interior de supermercados e estabelecimentos similares. Esse tópico foi examinado pelo advogado da CNC Cácito Esteves, que apresentou parecer jurídico defendendo a tese do tratamento desigual, beneficiando as empresas financeiras em detrimento das varejistas.

A Assessoria Legislativa (Apel) da CNC abordou o PL 4.330/2014 (atual PLC 30/2015), aprovado na Câmara e em discussão no Senado. A proposição trata da terceirização na atividade-meio e na atividade-fim, além da fiscalização, pela contratante, do cumprimento das obrigações trabalhistas e previdenciárias dos trabalhadores das empresas contratadas.

A reunião contou com empresários de vários Estados. Ao completar um ano de atividades, a CBCGAL é vista com entusiasmo pelos membros. “A Câmara dá ao segmento a dimensão de sua importância para o desenvolvimento do País”, afirma Antonio Cesa Longo, vice-presidente da Abras (Associação Brasileira de Supermercados) e presidente da Agas (Associação Gaúcha de Supermercados). “O nosso setor é um dos que mais empregam e pagam impostos no Brasil. Por isso temos de participar, reivindicar e mostrar nossa força”, diz o empresário, diretor da Cia. Apolo de Supermercados, que conta com oito unidades nas cidades gaúchas de Bento Gonçalves e Garibaldi.

Para Longo, a exemplo da Câmara, quanto mais iniciativas que unam os comerciantes e fortaleçam o setor, melhor para todos. Um exemplo é a EXPOAgas, organizada pela própria Associação Gaúcha de Supermercados, entre os dias 25 e 27 de agosto, em Porto Alegre (RS), e da qual o Sincovaga irá participar. “Congregamos 4.400 empresas, que geram 92 mil empregos no Estado. Quanto mais qualificado e desenvolvido o varejo, mais o consumidor será beneficiado”, completa.

Outro empresário da região Sul presente ao encontro e que também vê a criação da CBCGAL como positiva é Ivo Zaffari, diretor do Grupo Zaffari. Para ele, a Câmara apoia ao estar atenta aos temas que impactam o setor. Quanto ao desempenho da economia nos próximos meses de 2015, Zaffari é realista. “O ritmo das vendas deve seguir como no primeiro semestre e ficar estável. As empresas devem buscar internamente realinhar seus custos, pois o ano que vem é uma incógnita”, diz o executivo. O Grupo Zaffari planeja abrir mais uma unidade em São Paulo, até o primeiro semestre de 2016, que irá se juntar às 30 da rede atualmente.


Página Anterior | Página Inicial
Qualicorp
Certificado Digital
Convenções Coletivas
Comunicados
Notícias
Contato