22 de julho, 2024

Notícias

Home » Inclusão Social / Coexistir » Centro de formação esportiva para crianças e jovens é lançado em São Paulo

Centro de formação esportiva para crianças e jovens é lançado em São Paulo

Arquibancada lotada dos alunos atendidos no Centro de Formação Esportiva

 

No dia 14 de maio aconteceu a cerimônia oficial de lançamento do Centro de Formação Esportiva – Esportes Paralímpicos, no Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro. A ação foi idealizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), com o apoio das cidades de Diadema, Mairinque, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo e São Paulo, além do Instituto Padre Chico, especializado no atendimento às pessoas com deficiência visual.

O projeto visa a inclusão de pessoas com deficiência da faixa etária dos dez aos 17 anos em diversas modalidades olímpicas voltadas às crianças e jovens com deficiências física, visual e intelectual. Ainda neste semestre, o objetivo é atender 350 crianças, com a possibilidade de estender até 500. Atualmente, 150 participam das atividades esportivas, contando com o transporte por meio das cidades parceiras. As modalidades disponíveis do Centro de Formação Esportiva são: atletismo, bocha, futebol de 5, goalball, judô, natação, tênis de mesa e vôlei sentado.


Ministro do Esporte: “Grandes cidadãos com mais condições de superar os grandes desafios”

Estiveram presentes no lançamento, Leandro Cruz Fróes da Silva, Ministro do Esporte; Dra.  Linamara Rizzo Battistella, Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo; Carlos Renato Cardoso Pires de Camargo, o Cacá Camargo, secretário de Estado de Esporte, Lazer e Juventude de São Paulo; além do presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Mizael Conrado. Também participaram o vice-presidente do CPB, Ivaldo Brandão; prefeitos e vice-prefeitos das cidades parceiras e a diretora do Instituto Padre Chico.


Dra. Linamara Battistella: “Pelas palmas dos vencedores levamos o Brasil além das fronteiras”

“Eu tenho certeza que esses jovens brasileiros que adentram este centro de treinamento hoje sairão daqui grandes atletas paralímpicos, mas acima de tudo, grandes cidadãos, mais independentes e com mais condições e capacidade de superar os grandes desafios que ainda terão pela vida”, afirmou o ministro, Leandro Cruz.


Mizael Conrado: “Dra. Linamara, a senhora sonhou o nosso sonho”

A Secretária de Estado, Dra. Linamara, levou mensagem de esperança às crianças e jovens com deficiência. “Gostaria que cada um dos jovens aqui presentes saibam que a nossa esperança é que vocês possam brilhar nas quadras, brilhar nas piscinas e trazer mais medalhas para o Brasil, mas também sabendo que o esporte fortalece o espírito, traz saúde e muito mais energia para que cada um de vocês seja campeão também dentro da sala de aula”. Ela ressaltou que “são pelas palmas dos vencedores que levamos o Brasil para além das fronteiras”.

O presidente do CPB, Mizael Conrado, definiu o momento como sendo “muito especial para o Comitê Paralímpico Brasileiro e também para a comunidade paralímpica do Brasil”. Ele destacou a época em que as pessoas com deficiência iniciavam atividades físicas tardiamente. “Sempre me entristeceu, porque elas não tinham a oportunidade no tempo certo, que é a idade escolar. Por este motivo, nós iniciamos o projeto, que visa dar oportunidade para que essas crianças possam começar a praticar atividade física no tempo ideal”, disse Mizael Conrado, mencionando também um projeto junto aos professores, até 2025, de capacitar 100 mil dos 200 mil professores do país.

“As crianças e jovens vão poder, pelo esporte, ter o resgate da autoestima e criar muito mais resiliência para enfrentar os desafios da vida”, destacou Mizael Conrado, encerrando sua fala com agradecimentos à Secretária Dra. Linamara, responsável pela viabilização do Centro de Treinamento: “Nós encontramos na senhora, Dra Linamara, uma pessoa que sonhou um sonho do tamanho do nosso”.

O evento estava lotado de jovens e crianças com deficiência, atletas já atendidos pelo Centro de Formação Esportiva. Um exemplo é a Juliana (na foto, de óculos), 17 anos, estudante com paralisia cerebral (PC). “O que mais gosto é natação, natação é vida, mais prazeroso que outras modalidades”, observou. Ela entrou recentemente no Centro de Formação e está otimista. “O meu objetivo é andar sem muletas, o esporte vai me ajudar”, declarou.

Outra usuária do Centro, Lawizy Santos (na foto com muleta rosa), 12 anos, também tem PC e pratica a modalidade vôlei sentado. Ela é iniciante, acha difícil porque não tem muita habilidade com bola, e quer ser transferida para a natação o quanto antes. “Quero melhorar minha condição para acompanhar meus colegas de escola. Eles participam de projetos de dança, mas eu ainda não consigo acompanhar”, disse sorrindo.

O Centro de Formação Esportiva – Esportes Paralímpicos requer inscrição prévia. Todos os serviços são oferecidos gratuitamente. Os alunos são atendidos dois dias por semana, divididos em turmas às segundas e quartas-feiras, e às terças e quintas-feiras em dois horários: 14h às 15h30 e das 16h às 17h30.  Os interessados devem enviar e-mail para  formacaoesportivaparalimpica@cpb.org.br, contendo idade, tipo de deficiência e a cidade de residência. Também é possível inscrever-se pessoalmente no CT Paralímpico (Rodovia dos Imigrantes, km 11.5, São Paulo), com o departamento de Coordenação de Esporte Escolar.

Clique aqui para conhecer mais sobre o Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro

http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/ultimas-noticias/centro-de-formacao-esportiva-para-criancas-e-jovens-e-lancado-em-sao-paulo

Comentários