20 de abril, 2024

Notícias

Home » Inclusão Social / Coexistir » Reforma da Previdência coloca em risco aposentadoria para Pessoas com Deficiência

Reforma da Previdência coloca em risco aposentadoria para Pessoas com Deficiência

As pessoas com deficiência beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BCP/LOAS) podem ser atingidos pela reforma da Previdência Social, proposta pelo Governo Federal e em análise no Congresso Nacional. A iniciativa contraria a Lei Brasileira de Inclusão (13.146/2015), dificultando o acesso ao direito ao derrubar o “valor previsto” aos trabalhadores que conseguirem emprego formal.

Segundo a proposta do Governo Federal, o auxilio-inclusão também será afetado. O auxílio-inclusão foi proposto pela Lei Brasileira de Inclusão (Lei 2.130/2015), para as pessoas com deficiência que forem contratadas formalmente. As novas regras propostas pretendem fixar o valor em 10% do BCP/LOAS enquanto o valor estipulado pelo Projeto de autoria da senadora Mara Gabrilli (PSDB/SP) é de 50 por cento do salário mínimo vigente. Comparando, atualmente é de R$ 998 contra os R$ 99,80 propostos.

O BCP é um direito da Pessoa com Deficiência

Quando a Pessoa com Deficiência não consegue atuar formalmente no mercado de trabalho, o BCP/Loas pode ser concedido como um auxílio. O valor do benefício é estipulado a partir da renda per capita familiar e não pode ultrapassar 25% do salário mínimo.

Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, o advogado especialista em Direito Previdenciário, Marcus Antônio Coelho, explicou que o texto da reforma trabalhista altera o teto para avaliação da condição financeira para acesso ao BCP/LOAS. “Na regra atual o tamanho do patrimônio não é considerado”, destaca afirmando que apesar de o texto da reforma não explicitar, esta mudança pode acontecer.

“Imagine uma pessoa com deficiência que mora num imóvel pequeno com valor maior do que R$ 98 mil, mas essa pessoa vive com toda a sua família em condição que poderia ser enquadrada como miserabilidade (25% do salário mínimo por pessoa). Se a nova forma de avaliação for aprovada, essa pessoa com deficiência não conseguirá o BPC”, adverte.

Leia a íntegra da matéria em:

Reforma da Previdência esmaga auxílio-inclusão para trabalhadores com deficiência

 

Texto: Adriana do Amaral

Fonte: Blog Vencer Limites – Luiz Alexandre Souza Ventura (Estadão)

Comentários


Deprecated: O arquivo Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /home/sinco580/public_html/wp-includes/functions.php on line 6078

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *