18 de julho, 2024

Notícias

Home » Geral » Produtos saudáveis ganham consumidores

Produtos saudáveis ganham consumidores

Ainda é comum que os supermercados dediquem uma área de seu espaço para produtos chamados “saudáveis”. É lá que costumeiramente encontram-se produtos para dietas restritivas junto com produtos in natura, como aveia e granolas. Esta seção parece ter perdido um pouco a personalidade visto que o aumento na busca por itens saudáveis cresceu bastante nos últimos anos e reduzi-los todos a mesma categoria parece perda de oportunidades.

Úrsula Cordeiro, gerente de marketing da Levitare, explica que é preciso, antes de qualquer mudança em layout, entender em que momento o varejista se encontra. Se já é reconhecido por uma loja com marcas e produtos diferenciados ou se justamente está migrando para esse formato. “As necessidades são diferentes. Mas o principal é apostar nas categorias chave e em marcas de credibilidade. Entender dos produtos, ler rótulos, buscar itens com menos ingredientes também precisará fazer parte da rotina dos profissionais envolvidos nesse processo”, aconselha.

Ela destaca ainda que ‘saudável’ não é uma categoria, já que os produtos mais saudáveis fazem parte de diversas categorias. Como exemplo, ela fala da existência de queijos mais saudáveis dentro do universo de Queijos. Snacks com menos sódio e poucos ingredientes na categoria de mercearia. Orgânicos no mundo de FLV e até mesmo bebidas alcoólicas com menos glúten e orgânicas. “O consumidor começa a perceber que em quase tudo ele pode ter opção de fazer melhores escolhas”, diz.

Úrsula ainda pontua que o varejo também tem grande responsabilidade, junto à indústria, para atuar nessa questão. “Não só por questões óbvias e mercadológicas, já que se as pessoas não conhecem, não compram, mas principalmente pelas possibilidades de melhorar a qualidade da alimentação de seus clientes como ainda poder ter mais rentabilidade, já que o crosselling nesse caso poder ser um grande trunfo”, aposta.

Boas formas de se fazer isso, além da boa comunicação em pdv é o incremento com ações de relacionamento, clubes de fidelidade e experiências em loja com eventos. “Usar o CRM com uma comunicação assertiva – entender em que nível o público e o produto trabalhado se encontram – para disseminar não só produtos ou campanhas, mas informações que melhorem a vida dos clientes como um todo é um caminho para ampliar os ganhos desses produtos, sem categorizá-los, restringindo suas vendas”, acredita Úrsula.

https://www.supervarejo.com.br/especial/produtos-saudaveis-ganham-consumidores

 

Comentários